Translate

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

MEU VOTO É DILMA!!!


~

Por VALDIR PEREIRA

Andei refletindo muito sobre a questão eleitoral e o candidato a votar. Comunista da velha estirpe, pensei em votar num candidato comunista. Pensei e comecei a avaliar se valia pena desperdiçar meu voto. Tem comunista e gente de esquerda de todo jeito: uns mais radicais, uns mais moderados e outros simplesmente lunáticos. Mas o que vi em comum entre eles é que não foram capazes de elaborar um projeto que leve em conta a realidade objetiva da conjuntura brasileira; as contradições entre o capital e o imperialismo e as novas relações internacionais, que manipulam o espectro político e agem como uma teia de aranha militar e nuclear, como a OTAN, que envolve mais de 130 países, armados até os dentes, colocando em risco a humanidade.
A hegemonia imperialista se envolveu e se envolve em projetos expansionistas, provocando guerras localizadas por todo o mundo; colocando em risco a paz mundial.
Por outro lado, resultado de uma política internacional independente e de aproximação comercial com países do leste europeu e asiáticos, hindu e africanos, formou-se um organismo de cooperação entre estes países, denominado BRICS. Nos dando a carta de alforria do império norte-americano.
Os países latino-americanos procuram estabelecer laços de aproximação econômica com a criação do Mercosul; UNASUL e a CELAC, na tentativa de se livrar das peias imperialistas.
Este projeto só foi possível com nova política estabelecida, a partir de 2002, com a eleição de Lula. Dilma deu continuidade.
Enquanto isso, a esquerda, com uma visão míope, sem avaliar a nova conjuntura, partiram para oposição, por mera ciumeira. Nada criaram, sequer um projeto mínimo que pudesse unificar suas forças, um projeto comum, pontual que unificasse o que há de comum entre eles, excluindo os sectarismos, que não levam a nada.
Outro fator importante, que devemos considerar, é o afastamento das esquerdas da classe operária. Na sua maioria, os Sindicatos, é sinonimo de peleguismo e de subserviência aos interesses patronais burgueses, com algumas exceções. Diante deste tenebroso quadro, só me restou votar na DILMA, que tem um projeto político e age pelos interesses nacionais epelas camadas mais pobres.

Esta posição me faz lembrar o velho partidão que em momento algum se omitiu em apoiar candidatos que melhor representasse os interesses nacionais e populares.
                                        MEU VOTO É DILMA!!!